Tradutor

Pegar Adobe Flash Player

Eu ainda menina dei o cu para o coroa

Tenho 22 anos, estou morando em Recife (PE), vou contar uma experiência com um homem coroa que tive há 4 anos atrás, na cidade onde eu morava no interior daqui. Sou meio timida e o que me incentivou a contar o que aconteceu comigo foi que eu gostei muito do que aconteceu. Eu tinha 18 anos, era virgem ainda, nunca tinha praticado sexo.
Lá perto na cidade onde eu morava havia uma família tradicional, composta de adultos e duas meninas, parecia ter boa grana, e só passava férias lá em época de São João, fora isso quase não ficava lá. Eu conhecia apenas o caseiro que era da cidade igualmente a mim, foi ele quem me indicou para eu ajudar a troco de uma graninha na casa da família quando os moradores estivessem presentes.

Certa época de festas juninas todos da casa foram para a festa que estava acontecendo no centro da cidade, que ficava há uns 2km da casa, isso era quase 7 horas da noite. Só quem não foi para a festa foi eu que ficaria na casa para cuidar das coisas e um senhor de aproximadamente 50 anos, que dizia estar com dores de cabeça, por isso deixou as meninas irem sozinhas. Mas logo percebi que de "senhor" aquele coroa não tinha nada... Ele me perguntou porque eu não iria para a festa, eu disse que teria que arrumar a casa, ele disse que "tudo bem" e me olhou dos pés à cabeça focando no meu short, que era um pouco apertado e deixava a minha perereca um pouco pressionada contra o tecido.

Com aquela olhada que ele me deu fiquei assustada e nervosa, ele vendo minha situação, disfarçou e foi para o quarto dele. Mas confesso que fique um pouco excitada também, pois quando fui ao banheiro consertar o short que estava expondo a minha perereca eu percebi que estava um pouco molhada, logo lembrei da olhada que aquele coroa me deu e um frio subiu a minha barriga, e alisei por alguns segundos o meu grelo.

Lavei alguns pratos que estavam na cozinha, varri um quarto e varri a sala, só faltava varrer um quarto que era onde ele estava dormindo, fiquei com medo de incomodá-lo, mas criei coragem e resolvi bater na porta e falei:

- Seu Henrique, posso varrer o seu quarto?

Ele demorou alguns segundos para responder e falou:

- Claro, pode entrar!

Assim que eu entrei percebi que seu Henrique estava com um grande volume no short, logo quando vi aquilo me assustei! Ele disse que não era pra eu me assustar, que não gostava de meninas novas e que era pra eu continuar varrendo o quarto que aquilo era normal. Continuei varrendo e o percebi olhando para a minha bunda... Aquilo foi assustador pra mim, mas ao mesmo tempo eu estava gostando.

Num tom sorridente ele me perguntou quantos anos eu tinha, eu timidamente falei que tinha 17, ele me perguntou se eu já tinha visto um homem excitado, eu disse que não e que não pretendia, pois eu era virgem. Pra minha surpresa e para o meu delírio ele pediu para eu olhar pra ele e em seguida abaixou o short. Nossa... Aquele pau latejando saiu do short parecendo que queria me engolir. Na hora fiquei olhando e com uma vontade enorme de pegar, mas estava com vergonha e com medo que alguém chegasse.

Passou-se alguns minutos de tensão, ele me pediu para pegar no pau dele. Eu segurei a respiração e peguei de cheio com as duas mão... Nunca tinha pegado num pau tão grosso daquele jeito, já tinha pegado em outro, mas menor e mais fino. Nas alturas do campeonato a minha xoxota estava encharcada, e eu comecei a bater punheta pra ele... Ele me dizendo "Está vendo que você gosta?”. E quanto mais ele falava aquilo me excitava e eu meti a boca com gosto naquele pau grosso. Quando ele sentiu a minha boca na cabeça do cacete dele, num ato involuntário ele forçou minha cabeça para engolir o pau dele, eu quase vomitei, e ele pediu desculpas e eu continuei a chupar.

Em seguida ele abaixou o meu short, eu fiquei de calcinha, logo percebeu através do pano da calcinha a minha buceta toda molhada! Eu disse a ele que eu era virgem, ele disse que tudo bem e que não iria tirar a minha virgindade. Em seguida ele passou o dedo na minha calcinha encharcada e com o dedo molhado abaixou a minha calcinha por trás e passou no meu cu. Logo percebi a intenção dele e não me preocupei muito, afinal eu já tinha dado o cu para dois rapazes na minha cidade, mas nunca tinha dado a buceta. Me preocupei só pelo fato de o pau dele ser muito grosso e poderia me machucar. O tesão era enorme que eu não me contive e nem me preocupei com o tamanho do pau de Seu Henrique.

Logo ele começou a chupar meus seios e a meter o dedo no meu cu com o melado da calcinha para prepará-lo para a metida do pau. Neste momento eu estava de frente para ele sentada no colo, ele estava sentado na cama.

Meu cu já estava bastante lubrificado com o molhado da minha calcinha (sim, ele nem tocou na minha buceta). Em seguida, ele começou a passar o pau que também estava encharcado no meu cu, aquilo estava muito gostoso, pedi pra ele meter logo, pois eu estava me derretendo de tesão. Ele atendeu meu pedido e tentou enfiar a primeira vez... Tentou enfiar a segunda e não entrou. Tava doendo muito, mas tava gostoso mesmo assim. Na quinta tentativa ele conseguiu... Assim que o pau entrou senti uma dor muito grande e junto com essa dor gozei urinando na calcinha e jorrando e urina na barriga dele, ele nem ligou e começou a meter com força, me chamando de putinha mijona. Eu tonta pedia pra ele meter mais devagar, ele não obedecia... E naqueles momentos eu já tinha dado duas gozadas no pau dele. Ele metia com força e eu pedia pra ele ir devagar.. Ele mandou eu ficar de quatro na cama, e começou a meter, quando ele tirava o pau do meu cu eu colocava os dedos e via que eu tava toda arrombada! Tava muito gostoso... Ele metia com gosto, sem tirar minha calcinha, aquilo me enchia de tesão.

Depois de alguns momentos o coroa me fudendo, percebi que ele tinha rasgado o meu cu, pois saía sangue. Quando vi aquilo, o meu cu saindo sangue, pedi pra ele meter mais e mais e mais! Mas ele ao ver a minha situação parou de meter forte e pediu o meu rosto para gozar na minha cara. Eu sem reclamar meti meus 4 dedos no meu cu melado de sangue e pedi pra ele lambuzar a minha cara de porra, ele gozou sem dó... Foram litros de esperma em minha cara... Fiquei com o rosto todo melado e com o cu arrombado, tinha melado a cama dele de sangue e ainda a minha calcinha que ficou com o fundo todo vermelho.

Logo ele me levou para o banheiro, e pediu para eu tomar banho e não contar nada para ninguém. Eu disse que tudo bem, que poderia ficar sossegado que só o meu cu saberia daquele dia. Depois fui pra casa com o cu ardendo, mas em compensação gozei muito. Foi ruim, mas foi bom! rsrsrs!

De lá pra cá nunca mais tive notícia do coroa arrombador de cu e comedor de meninas virgens. Procuro saber do caseiro que trabalha lá como anda aquela família e o caseiro diz que só aparecem de vez em quando. Tenho medo de ir lá novamente, pois hoje tenho namorado e fica difícil. Mas confesso que foi a minha maior experiência de anal até agora (e olha que de lá pra cá meu cu não pára quieto, pois em quase todas as transas eu dou o cu pro meu namorado).

Beijinhos a todos! Adorei o site! Espero que publiquem logo meu conto. E por favor, não publiquem meu e-mail.

Garota Misteriosa

Eu ainda menina dei o cu para o coroa
Comentários
1 Comentários

1 comentários:

  1. Vc e uma puta safata mi manda msg 91229842 dj maickon

    ResponderExcluir

Tecnologia do Blogger.