Tradutor

domingo, 21 de julho de 2013

Me casei virgem...mas...

Olaaa…como percebi que muitos leitores gostaram do meu primeiro conto publicado, resolvei contar outro bem safadinho sobre o mesmo tema, mulheres casadas com muito tesão e infiéis por natureza. Quem me contou a historia de Gaby foi sua prima que estuda comigo e espero que gostem! Adorei escrever e fiquei com minha bucetinha pegando fogo do começo ao fim. Bjs.
Sempre fui uma garota muito safada e descobri isso desde minha adolescência.
Vou contar tudo sem esconder nada, só mudando os nomes pra não descobrirem minha verdadeira identidade.
Meu nome é Gabriela (Gaby), sou uma mulata de olhos esverdeados e desde novinha chamava a atenção tanto dos garotos quanto dos homens mais velhos.
Gosto do meu cabelo sempre bem curtinho. Tenho lábios grossos e carnudos. Minha cintura é bem fina e logicamente o que tenho de bonito e mais atrai os olhares dos machos é minha bunda grande e bem arrebitada. Só meus seios é que são pequenos, mas com mamilos grandes que ficam sempre durinhos. Outra coisa que vivia durinho era meu grelinho que se mostrava tesudo entre os lábios da minha bucetinha virgem.
Morava em uma cidade pequena no interior de Minas Gerais com meus pais e nem dava pra ficar de assanhamento com os garotos senão logo ficava falada na boca do povo.
Depois que aprendi a brincar com o chuveirinho do banheiro esguichando água morna no grelinho meus banhos passaram a ser bem demorados.
Mas o que passou a ser meu fetiche constante era a bicicleta que um vizinho sempre me emprestava pra andar. O selim de couro era bem levantado na frente e minha bucetinha se encaixava perfeitamente nele e assim que começava a pedalar meu grelinho saliente se esfregava deliciosamente e aquilo me deixava completamente excitada. A tardezinha minha mãe precisava gritar varias vezes comigo me chamando pra tomar banho, não queria sair de cima daquela bicicleta de jeito nenhum. Minha bucetinha ficava completamente úmida e quando o sabonete deslizava entre os lábios dela o prazer era incrível.
Aos 16/17 anos meu tesão era quase incontrolável e tinha consciência que se aparecesse um homem com atitude e me pegasse de jeito meu cabaço iria pro espaço rapidinho. Mas eu não dava sopa pro azar e procurava me cuidar, pois morando numa cidade pequena como aquela e sendo pobre se não me mantivesse virgem dificilmente iria conseguir um casamento razoável.
Quando completei 18 consegui um emprego no mercadinho da cidade e foi então que conheci Renan um vendedor de uma rede atacadista.
Renan tinha 26 anos e tinha uma pele bem branquinha e cabelos quase loiros. Tinha 1.70m. e um corpo bem legal. Era muito alegre e logicamente por ser vendedor conversava muito bem. Eu atendia na secção de desodorantes e produtos de beleza e como a empresa dele tinha uma grande variedade de produtos ele conversou bastante comigo e toda assanhada acabei dando trela pra ele. Isso até acabou me rendendo umas amostras grátis para meu uso. Quase toda semana ele visitava o mercadinho e não demorou pra que me chamasse pra dar um passeio. Depois de recusar umas duas vezes acabei aceitando e em um domingo à tarde fomos passear no shopping de uma cidade grande da região.
Renan me levou pra almoçar em um restaurante, depois fomos ao cinema e até entramos em uma loja de roupas e ele me presenteou com uma blusinha que gostei da vitrine.
Já estava escuro quando voltamos e ao parar em um posto de gasolina ele me beijou e não teve como não corresponder e até chegarmos à minha cidade trocamos beijos a todo instante. Deixei-o alisar meus pequenos seios e também as minhas pernas. Como estava vestida com uma calça jeans bem justa não fiquei com medo que ele pegasse na minha bucetinha tesuda.
Naquele primeiro encontro de verdade que tivemos deixei bem claro que não iria me entregar pra nenhum homem se não fosse pra ter um compromisso sério e até brinquei dizendo que eu era moça pra casar! Só transar e depois me abandonar de jeito nenhum!
Imaginei que aquele romance não fosse muito longe, mas rapidamente se tornou um namoro de verdade. Renan me apresentou ao pai dizendo que tinha arrumado uma namorada pra casar. A mãe falecera a 5 anos de uma doença incurável.
Apos 3 meses de namoro Renan me pediu em casamento e logicamente aceitei. Dava pra notar que meu futuro marido além de demonstrar que gostava muito de mim deixava transparecer ser uma pessoa de temperamento bem calmo.
O que notei é que ele fazia questão de se casar com uma moça virgem, pois uns 4 meses antes do nosso casamento ao voltarmos de uma festa eu havia bebido uns drinques a mais estava bem “alegre” ao passar em frente a um motel na rodovia fiz com que ele entrasse dizendo que desejava conhecer.
Foi a primeira vez que vi meu futuro marido totalmente nu e a visão de um homem de pau duro me fez perder a cabeça e depois de um monte de beijos e carinhos já estava quase implorando pra que tirasse meu cabaço, mas ele bravamente resistiu dizendo que queria esperar o dia do nosso casamento. Mas naquele dia fiz meu primeiro sexo oral e adorei ter a boca inundada de porra quente. O sabor do sêmen de um macho me deixou tarada e depois daquela vez sempre que nos encontrávamos tirava sua pica pra fora da calça e chupava com uma volúpia incontida. Renan também se mostrou maravilhoso chupador de buceta, pois pra tentar acalmar meu tesão chupava com maestria meu grelinho tesudo me fazendo gozar loucamente.
No mercadinho onde trabalhava me tornei muito amiga de Beth uma funcionária de 22 anos que era muito putinha e dava a buceta pra quase todo homem que a cantava e através de sua “experiência” aprendi muita safadeza. Beth era muito divertida e vivia me atazanando dizendo que não entendia como eu conseguia ir ao motel com meu noivo e não dar pra ele. Se fosse com ela o cara seria amarrado na cama e teria que meter nela na marra. De vez em quando eu ia até a casa dela e assistia vários filmes pornôs em seu aparelho de DVD. Aquilo me deu um aprendizado incrível!
Quando comentava que meu noivo desejava que me mantivesse virgem até nossa lua de mel ela ria muito e dizia que ele devia ter algum problema. Até brincou insinuando que ele devia ter pau pequeno.
Na verdade apesar de nunca ter pegado outro pau na mão sabia perfeitamente que o do meu futuro marido não era grande, pois nos filmes que havia assistido tinha notado que muitos homens tinham paus enormes, mas até aquela data isso pra mim não tinha nenhuma importância.
Na verdade me casar com Renan era tudo que uma garota pobre de cidade pequena e com pouco estudo podia almejar e nada me preocupava. Ele era jovem, ganhava bem, me tratava como uma rainha e a casa onde iríamos morar na sua cidade era ampla e muito confortável. Ele comentou que assim que voltássemos da lua de mel queria que eu tirasse carteira de motorista, pois como ele viajava na região com carro da empresa seu carro particular ficaria em nossa garagem e caso precisasse sair pra alguma lugar sendo habilitada não teria problemas.
O casamento aconteceu um mês depois que completei 18 anos e foi muito lindo e maravilhoso como que sempre sonhei e fomos pra nossa lua de mel na ilha de Sta. Lucia no Caribe aproveitar o calor e as praias paradisíacas.
Minha primeira noite de amor com meu marido foi maravilhosa. Não senti quase nenhuma dor quando ele tirou minha virgindade, apenas saiu um pouco de sangue, mas logo depois de um banho eu já estava dando gostoso de novo e com muito tesão. Ter uma pica enterrada na bucetinha era tudo de bom e logo notei que aquilo iria ser uma constante na minha vida.
No segundo dia da lua de mel meu marido bem safadinho mostrou que tinha uma tara na minha bunda empinada e quis comer meu cuzinho. Nem precisou pedir duas vezes e logo fiquei de 4 rebolando no sua pica com muito prazer. Alias tudo que se relacionava a sexo me dava muito tesão.
Durante nossa lua de mel de uma semana transamos pelo menos 2 vezes ao dia e só não aconteceu ainda mais porque meu marido dizia que deveríamos fazer passeios e conhecer todos os pontos turísticos daquele lugar maravilhoso. Se pudesse escolher eu preferiria ficar metendo o dia inteiro no quarto do resort com o ar condicionado ligado!
Renan não gostaria que tivéssemos filhos durante uns 2 ou 3 anos enquanto continuasse a trabalhar de vendedor e precisasse viajar durante quase toda a semana. E por causa disso passei a tomar injeções mensais de anticoncepcionais.
Depois de casados soube que meu marido era um sujeito que tinha uma situação financeira bem tranquila, pois sua mãe havia lhe deixado de herança vários imóveis todos alugados . Se quisesse nem precisaria trabalhar, mas ele gostava de viajar como vendedor e dizia que como tinha apenas 27 anos queria aproveitar a vida sem esquentar muito a cabeça.
Todos os fins de semana com sol ou chuva ele com os amigos se reuniam pra jogar futebol em um campo que ficava no final da avenida onde morávamos.
Logicamente após o futebol quase sempre se reuniam em nossa casa pra tomarem cerveja e comer churrasco. Durante algumas noites no meio de semana meu marido e alguns amigos se reuniam pra jogar baralho e quando aquilo ia até quase de manhã.
Nossa casa era linda com várias arvores e tinha uma área coberta onde ficava a churrasqueira e ao lado tinha uma piscina de fibra não muito grande toda gramada ao redor.
Apesar de mulata eu adorava tomar sol e praticamente todo dia colocava meu biquíni fio-dental e me bronzeava. Meu marido até brincava dizendo que se casara com uma mulata e não com uma pretinha e então toda safada abaixava minha calcinha e mostrava as marcas claras do biquíni no meu bumbum arrebitado.
Depois de começar a transar quase todo dia meu corpo começou a se modificar pra melhor e fiquei ainda mais gostosa e quando pensei em frequentar uma academia que não era muito longe de casa meu marido rapidamente aprovou a ideia.
Na academia conheci várias garotas e logo fiz muitas amizades e comecei a reparar nas roupas que elas usavam. Notei que quase todas usavam roupas bem sexy coladas ao corpo e também bem curtas deixando as coxas torneadas todas de fora.
Quando insinuei que desejava comprar roupas novas pra mim dizendo que as minhas amigas da academia se vestiam com roupas bem legais Renan logo disse que no fim de semana iríamos juntos ao shopping e como uma grande loja estava com uma liquidação muito boa aproveitei e fiz uma compra bem grande.
Até Renan aproveitou e comprou algumas bermudas e camisetas para o verão que estava bem quente.
Durante as compras quando comecei a escolher minhas roupas foi que percebi que meu marido não era aqueles homens chatos que gostava que a esposa se vestisse como “mulher direita”, mas gostavam de ver as outras gatinhas com shorts e mini-saias curtinhas. Quando pedia alguma opinião sobre algum vestido ou mini-saia bem curta que estava experimentando ele sorria e dizia que se eu gostasse era pra comprar. Já que ele me deu sinal verde aproveitei e me esbaldei e meu guarda roupa agora só teria roupas do jeito que gostaria de usar. Quase não couberam no carro tantas sacolas de compras.
Se financeiramente minha vida tinha melhorado 1.000%, sexualmente percebi que não seria como imaginei. Eu queria meter toda hora, vivia com a buceta úmida querendo pau dentro dela, mas meu maridinho além de não parar muito em casa não parecia não se preocupar muito com isso. De vez em quando ele ficava bastante animado, mas dava pra perceber claramente que Renan ficava mais entusiasmado com os jogos de baralho e as peladas de futebol com os amigos.
Eu até tentava deixá-lo com mais tesão por mim. Vestia-me sempre sexy, com shortinhos bem curtos com calcinhas atoladinhas no meu rabo empinado ou então com vestidinhos justos bem curtos e com mini-saias que mais pareciam abajur de buceta. Ele sempre me elogiava dizendo que eu estava linda e maravilhosa, que eu era a mulata mais gostosa do Brasil, mas não me comia do jeito que eu desejava. Minha bucetinha totalmente depilada vivia molhadinha praticamente o dia inteiro e quando ia pra academia o tesão até aumentava olhando pra vários machos lindos e alguns que tinham uns volumes enormes entre as coxas. Mas como dizem que não se pode ter tudo na vida...deixei a vida seguir em frente e quase todo dia durante meus banhos me masturbava e gozava cheia de tesão.
Quando seus amigos vinham em casa à noite pra jogar baralho Renan me pedia pra preparar petiscos pra eles comerem enquanto jogavam e então deixava sempre tudo organizado com cerveja bem gelada no freezer, salames, queijos, azeitonas e também fritava alguns salgadinhos.
Logicamente que meu nome era sempre lembrado a todo o momento. Aquela meia dúzia de homens viviam me chamando pedindo alguma coisa e logo meu nome foi abreviado e passei a ser chamada por Gaby. Na verdade adorava gente na minha casa e aquilo me divertia bastante.
Contando com Renan eles eram 7 homens, quase todos na mesma faixa de idade e apenas dois eram casados. Outros dois de vez em quando arrumavam alguma namorada, mas nas reuniões deles em minha casa nunca aparecia nenhuma mulher. De vez em quando alguma das esposas ligava pra pedir que fossem embora pra casa “urgente”.
Quando se tocava no assunto casamento os amigos de Renan comentavam que ele soube escolher a esposa perfeita. Além de linda não reclamava de futebol e nem dos jogos de baralhos que faziam toda semana e alem disso ainda servia comida gostosa e cerveja gelada pra eles sem reclamar e sempre com um sorriso no rosto. Eles brincavam dizendo que eu deveria apresentar umas amigas da minha cidade pra eles.
Nas primeiras vezes que eles foram em casa me trataram com muito respeito mas logo deu pra notar que os safados ficavam olhando de rabo de olho principalmente pra minha bunda empinada e depois que passei a usar as novas roupas ficando bem mais sexy percebi que os olhadas se tornaram ainda mais acintosos. Na verdade adorava sentir aqueles olhares cheios de mas intenções no meu corpo e isso me deixava muito excitada. E apos os amigos do meu marido irem embora eu quase o estuprava querendo ser comida. Renan até brincava dizendo que mesmo quando perdia no jogo depois sua esposa o recompensava com bastante carinhos e sacanagens deliciosas.
As coisas começaram a tomar outro rumo quando fomos ao show de uma dupla sertaneja muito famosa no parque de exposições da cidade.
O recinto estava completamente lotado e como adorava as musicas deles queria ficar bem perto do palco e Renan segurava minha mão me acompanhando. O calor estava demais e fui vestida apenas com uma mini-saia jeans curtinha e um top com a barriga toda de fora. Depois de uma meia dúzia de musicas aconteceu um empurra-empurra e acabei me soltando do meu marido e foi então que aconteceu uma coisa muito louca. Fiquei no meio de uma meia dúzia de rapazes e quando me dei conta tinha mãos deslizando por todo meu corpo e em segundos tinha dedos deslizando entre minhas pernas. Até tentei reclamar mas teve um rapaz que me torceu o braço e com uma voz bem máscula disse:
-cala a boca putinha...se gritar te quebro o braço...quem mandou vim aqui no meio da gente com esse rabo todo de fora...metida a gostosa é...sua safada!
Minha calcinha foi arrancada e levei varias passadas de mão na minha bucetinha e teve até uns dedos enterrados bem fundo na minha bucetinha e no cuzinho. Do jeito que aquilo começou dali a instantes terminou e os rapazes desapareceram no meio do povo e nem consegui ver o rosto de nenhum deles. Sai procurando meu marido com o coração saindo pela boca e logo que o encontrei disse o que tinha acontecido e ele então perguntou se tinham me machucado e quando disse que não ele me abraçou e sorrindo disse:
-Ainda bem que não aconteceu nada de mais grave...só perdeu a calcinha! Rss. Quer ir até o modulo policial prestar queixa querida?
-Nem vi o rosto dos rapazes direito...nem adianta ir na policia! Seu tonto...fiquei com muito medo... já pensou se eles tirassem minha saia também...imagina eu pelada no meio desse povo todo?
-acho que vc ia fazer a felicidade de muitos homens! Mas as mulheres iam ficar com inveja desse corpo maravilhosos que vc tem! Rss.
-vc ri porque não foi com vc que aconteceu...seu tonto! Que marido mais sem coração...passaram a mão por todo meu corpo...enfiaram dedos na minha bucetinha e até no cuzinho...e vc não tá nem ai...ainda fica rindo!
Ele me abraçou forte por trás me encoxando e beijando meu pescoço disse todo carinhoso:
-claro que me preocupo com minha esposa maravilhosa! Só estou brincando pra tentar deixar vc mais calma! Mas...se vc quiser ir embora...a gente vai minha querida!
-Nem pensar...não vou perder o show da minha dupla preferida por causa de um bando de filhos da puta tarados! Agora veja se me abraça forte e não me deixa mais escapar!
O show rolava bem legal e eu rebolava ao som da musica e foi então que notei que o pau do meu marido estava bem durinho cutucando minha bunda e então no intervalo de uma musica disse:
-que marido mais seu safado...tá com o pau bem duro na minha bundinha...seu tarado!
Ele deu um sorriso safado e depois de me beijar o pescoço disse:
-também vc não para quieta com esse rabo se esfregando no meu pau...e ainda mais que vc tá sem calcinha...que os tarados arrancaram na marra...fiquei com tesão! Rss.
Sorri toda safada também e em seguida passei a rebolar ainda mais e sussurrei tesuda:
-se meu maridinho safado quiser...eu deixo passar a mão na minha bucetinha...ela esta molhadinha!
No meio daquele aperto ninguém notava nada e logo senti os dedos espertos dele brincando no meu grelinho e então acabei ficando completamente ensopada no meio daquele povo todo.
Quando chegamos em casa trepamos que nem loucos e tive o melhor orgasmo depois de casada!
Antes de dormir fiquei pensando no que tinha acontecido e comecei a achar que meu maridinho gostava de aventuras sexuais diferentes e que tinha tesão em saber que outro homem havia “mexido” com sua esposa. E tinha outra coisa que descobri no show daquela noite. Também gostei de ter passado por aquela experiência. Apesar de um pouco de medo deu um tesão muito doido ao me lembrar daquelas mãos nervosas deslizando por entre minhas coxas me bolinando por inteira.
Durante aquela semana seguinte notei que meu marido ficou bem mais ativo sexualmente e a toda hora tocávamos sobre o que havia acontecido no show. Apesar de ter só 19 anos e ainda pouca experiência com homens eu sabia muito sobre sexo e também escutava muitas safadezas entre as mulheres que freqüentavam a academia e que rolava muitas fantasias sexuais na cabeça tanto dos homens quanto das mulheres.
Depois de uns dias os rapazes se reuniram novamente em casa pra jogar baralho e foi então que veio com eles veio uma linda garota loira acompanhando Jonas que era um dos melhores amigos de Renan.
Ele nos apresentou como sua namoradinha e ela ficou me ajudando a preparar os petiscos na cozinha.
Ela se chamava Márcia, tinha 22 anos e disse que fazia 15 dias que estava saindo com Jonas e logo estávamos trocando confidencias.
-Gaby...acho que vou te ajudar a preparar as coisas e vou embora! Com certeza esse jogo vai longe e amanhã tenho que estar cedo na faculdade porque tenho que fazer um trabalho importante junto com outros alunos! E tenho quase certeza que quando sair daqui o Jonas vai querer parar em um motel e ai amanhã...não vou conseguir acordar cedo!
-ué...o que tem demais Márcia! Dar uma trepadinha antes de dormir...ajuda a relaxar! Hihi.
-sim...isso é verdade...quando o cara é normal! Mas o Jonas além de tarado...querer meter duas horas e com aquela pica enorme e grossa...deixa a gente arrebentada! Ontem me comeu até deixar minha xoxota toda inchada! Ta vermelha até agora. Hoje não to querendo pica...ainda mais a dele!
-é? Eu não sabia desse “pequeno” detalhe sobre o Jonas! Hihi. Eles não comentam isso perto de mim!
-Se vc ver o tamanho dá até medo! RSS. Entra rasgando na xoxota da gente! Hj tive que lavar a minha com água gelada. Quando fui fazer xixi até ardeu. Também quem mandou eu ser gulosa...queria sentir uma pica grande...agora não to aguentando!
Ficamos conversando mais um pouco e então depois de servir os rapazes ela disse que ia chamar um táxi mas logo me ofereci pra levá-la até seu apartamento e logo estava de volta.
Durante o trajeto de volta fiquei pensando sobre o que aquela garota havia comentado sobre Jonas. Ele era moreno claro e era o mais alto da turma que frequentava minha casa. Por diversas vezes já tinha visto ele de bermuda mas nunca tinha reparado nada demais. O que já notara é que ele era um dos que mais “secava” minha bunda e quando estava de mini-saia ou vestidinho curto por diversas vezes peguei-o tentando olhar minha calcinha. Depois dessa informação com certeza iria prestar mais atenção no amigo pauzudo do meu marido!
Naquela noite mesmo depois que o jogo terminou e todos foram embora fui tomar banho junto com meu marido e quando tive uma chance puxei assunto sobre seu “amigo” Jonas.
-então Renan...a namoradinha loira que o Jonas arrumou é muito bonita né?
-é sim...muito gata! Mas ele comentou que ela é meio fresca...gosta de “economizar” buceta! Rss.
-não entendi querido! Por quê?
-bem...é que o Renan é meio taradão...ele gosta de meter muito e parece que ela fica com frescura pra dar pra ele! Ele falou que acha que o “romance” não vai muito longe!
-é...mas pelo que ela me contou parece que o seu melhor amigo é um cavalo...tem uma pica enorme! Ela reclamou que estava com a buceta toda ardendo! Hihi.
-isso é verdade...ele tem uma pica que é mais que o dobro da minha! Nem gosto de trocar de roupa perto dele...que fico até envergonhado! Meu pinto até parece que diminui de tamanho. Rss.
-então é verdade o que ela me contou...a loirinha foi embora dizendo que não queria dar pra ele de novo esta noite...precisava acordar cedo amanhã! Engraçado...já vi o Jonas de short e não percebi nenhum volume anormal!
-que esposa mais safadinha a minha...fica olhando no meio das pernas dos meus amigos é? Rss.
-Renan...larga de ser bobo! É normal isso...garanto que eles olham bem mais pras minhas coxas e para o meu bumbum...alias é difícil saber qual dos seus amigos mais olha pra minha bunda! Hihi.
-bem...Gaby...isso é verdade...eles tentam disfarçar mas não conseguem! Também minha linda esposa é a mulata mais gostosa do Brasil...é impossível não olhar para seu corpo maravilhoso...e ainda mais com essas roupas curtinhas e agarradinhas que vc passou a usar...sua calcinha vive aparecendo quando vc cruza as pernas...sua safadinha! Mas eles não são como os tarados do show que quase te comeram na marra!
-quando fomos comprar minhas roupinhas novas vc foi junto e autorizou...agora não adianta reclamar! Hihi! Alias...se reclamar posso fazer ainda pior...não coloco mais calcinhas! Acho que seus amigos vão gostar mais! E tenho quase certeza que meu maridinho safado também vai gostar...depois que quase fui estuprada por aqueles tarados...vc passou a me comer mais gostoso...seu safado! Vou até copiar a frase do teu amigo Jonas: Vc até deixou de “economizar” pau! Hihi!
Depois dessa conversa cheia de insinuações safadas meu marido ficou todo taradinho e meteu gostoso na minha bucetinha e como sempre acabou gozando na minha bundinha arrebitada!
Antes de dormir ainda ficamos conversando sobre safadezas e Renan acabou me contando que uns 2 meses antes de nos casarmos apareceu uma “putinha tarada” no campo de futebol onde eles jogavam e ficou cheia de frescura com os rapazes e Jonas que era o mais tarado arrastou a garota para o banheiro e 5 rapazes comeram a vadia. Meu marido disse que ele e mais 3 rapazes ficaram só olhando. Quando perguntei se não tinham machucado a garota ele deu um sorriso e disse:
-que nada...a vadia gostava de meter...deu gostoso pra todos...e adorava pau grande igual do Jonas e de mais dois rapazes que também eram grandões! Fizeram até “ sanduíche” da vadia! Ela era uma tarada...gozava que nem louca! Na outra semana a safada voltou lá novamente querendo repetir a orgia!
-é...tesão é uma coisa meia louca! Hihi! Mas pode me contar a verdade meu maridinho safado...vai me dizer que vc não deu nenhuma metidinha na putinha... já percebi que vc gosta muito desse tipo de safadeza também!
-Gaby...na verdade...adorei ter assistido aquelas orgias...gosto de ver pessoas fazendo sexo...meu pau fica duro demais...mas a pica do Jonas e dos outros são bem grandes...o meu nem ia fazer cosquinha na buceta arrombada daquela putinha...e muito menos no cuzinho...mas bati punheta e gozei gostoso!
Foi então que quase sem pensar abracei meu maridinho e toda safada disse pegando no seu pau mole:
-humm...então meu maridinho gosta de assistir sexo ao vivo é...ja pensou se isso tivesse acontecido aquele dia do show com sua esposa tão desprotegida! Iam me comer inteirinha! Será que eu ia gostar igual à putinha do campo de futebol? Será que sua putinha conseguiria dar pra 6 machos tarados?
Foi incrível perceber que o pinto do meu maridinho em segundos voltou a ficar durinho na minha mão e em segundos resolvi que ia atiçar ainda mais aquela fantasia louca e continuei toda sensual:
-nossa...do jeito que sou apertadinha...só dei pro meu maridinho até hj...eu tivesse que dar pra uns paus bem grandes igual do teu amigo Jonas...acho que minha bucetinha ia ficar toda arrombada...nossa!
Meu marido não conseguia controlar o tesão e começou a me acariciar também e então fiquei de conchinha com ele e em segundos encaixei seu pau no meu cuzinho e comecei a rebolar gostoso e toda cheia de tesão continuei sussurrando safadezas:
-ahh...mete...no meu cuzinho...meu maridinho safado...ahh...que delicia...pau no cuzinho...ja pensou vc assistindo sua esposa putinha...no meio de um monte de machos...sendo comida por todos...vc ia gostar...fala...seu safado...diga que sim...só pra me deixar mais tarada...fala...pra sua putinha! Ahhh...
Ele não se conteve e todo tarado gemeu dizendo:
-ahh...vou gozar...sua safada...eu...eu...ia gostar muito...sua putinha...eu...to gozando...ahhhh!
Tive um orgasmo fantástico com aquela fantasia muito louca e certamente o grau de safadeza ia aumentar muito no relacionamento com meu maridinho safado.
Tive a mais absoluta certeza que meu maridinho tinha a fantasia de ver outro macho comer sua esposa e se isso era seu desejo...não iria deixar de realizá-lo...com muito prazer! Hihi!
Safadeza é uma coisa que anda junto com oportunidade e na sexta feira a noite eu e meu marido resolvemos ficar em casa assistindo filmes e como e gostávamos de vinho coloquei duas garrafas pra gelar e preparei uma tabua de frios pra acompanhar. Nossa sala tinha um sofá enorme perfeito pra isso e então liguei o ar condicionado e ficamos completamente nus.
O segundo filme que rolava tinha bastante sacanagem e a toda hora bem safada descia minha boca entre suas coxas e mamava gostoso no seu pinto durinho. O mesmo ele fazia comigo lambendo minha bucetinha úmida.
Foi então que o telefone de casa tocou e eu atendi e logo reconheci a voz do Jonas dizendo:
-oi Gaby...tudo bem minha querida! Desculpe ligar essa hr...mas estou com um problema e preciso da ajuda do meu amigo Renan!
Apesar de perceber que a coisa parecia ser seria resolvi brincar toda safada antes de passar o telefone para meu marido dizendo:
-Jonas...seu chato...vc acabou de interromper uma sacanagem gostosa que eu e meu maridinho estávamos fazendo...assistindo filmes pornôs e quando a coisa ia ficar mais quente...o telefone tocou!
Ele deu uma gargalhada e disse:
-Humm...que inveja...sua safadinha! E eu aqui com o carro quebrado no meio do mato!
Passei o telefone pra meu marido e só de safadeza enquanto ele falava com o amigo coloquei seu pau na boca e continuei a chupá-lo com vontade e então ele deu um riso e disse:
-Para Gaby...o Jonas ta me explicando...onde ele está com o carro quebrado...sua maluca!
Logo em seguida Renan sorrindo disse ao amigo:
-minha esposa é muito tarada maluca! Enquanto to falando com vc...tá chupando meu pau...assim não consigo entender o que vc ta falando! Rss.
Depois de alguns minutos ele desligou o telefone e então disse:
-querida...vou ter que socorrer o Jonas...ele tá com o carro quebrado a uns 30 km daqui...tenho que dar um jeito de rebocá-lo! Nosso namoro safado...vai ter que esperar!
-vai me dizer que não tem mais ninguém pra ele chamar! Vou xingar o safado...quando encontrar ele! Assim não dá...atrapalhar nossa “festinha” tão gostosa! Hihi!
Renan sorriu dizendo:
-é amor...Jonas é muito amigo...já me ajudou tantas vezes...ele disse que ligou para o tio mas não atendeu!
-eu sei amor...só to reclamando um pouquinho por que tava tão gostosa nossa safadeza...eu já tava tão tarada...doida pra meter!
-depois a gente continua querida...não deve demorar! Vou com a camionete...vai ser rápido!
-então tá meu querido...vou ficar te esperando de 4...peladinha...brincando com meu grelinho! Hihi!.
-que esposa mais taradinha e safada que tenho...depois que quase foi estuprada naquele show tá cada dia mais “putinha”!
-é...não me chama de “putinha” que isso me deixa toda arrepiada! RSS. Mas...a verdade é que não é só sua esposinha que tá ficando mais safada...meu maridinho também...tá mostrando que é um tarado... cheio de fantasias...e isso me deixa com mais tesão ainda!
Meu marido pegou nossa camionete e foi socorrer seu amigo Jonas e fiquei ali no sofá sozinha e voltei a assistir um filme pornô bem legal com trepadas bem selvagens que me deixaram ainda mais taradinha e acabei com a segunda garrafa de vinho. Meus dedinhos ágeis brincavam no meu grelinho sensível me fazendo gozar deliciosamente. Meu tesão estava à flor da pele e minha bucetinha meladinha..
Já fazia mais de hora que meu marido tinha ido socorrer o amigo quando escutei o barulho do portão de casa se abrindo e então resolvi fazer uma safadezinha bem legal e resolvi fingir que tinha pegado no sono e me deitei de bruços no sofá ficando em uma posição que meu marido adorava. Coloquei a coxa em cima de uma almofada ficando com minha bunda enorme toda exposta. A intenção era que ele entrasse na sala e me encontrasse peladinha naquela posição e já me pegasse de vez e metesse o pau no meu ou na minha bucetinha tesuda.
Só a luminosidade da TV e um abajur no canto clareava o ambiente.
Só que em instantes ouvi vozes e percebi que ele não estava sozinho e que seu amigo Jonas estava junto. Na hora pensei em me levantar dali e colocar uma roupinha mas em segundos decidi que ia ficar ali daquele jeito mesmo. Queria sentir a reação do meu maridinho com seu amigo pauzudo ao seu lado!
Logo a conversa cessou de vez e notei que eles me viram deitada completamente nua e então escutei a voz do meu maridinho dizendo baixinho:
-eita...a Gaby deve ter tomado bastante vinho...e deve ter apagado! Rss.
Ele então chegou ao meu lado e tentou me cobrir com as almofadas e então fingindo que estava acordando naquele instante e achando que meu maridinho estava sozinho toda putinha sussurrei:
-humm...que maridinho maldoso...demorou tanto que acabei cochilando um pouquinho! Mas...agora que vc chegou...vem seu safado...vem meter na tua putinha tarada...eu falei que ia te esperar de 4...come meu cuzinho...to num tesão danado...assisti 2 filmes...bati varias siririca...vem enrabar sua putinha...vem!
Meu maridinho ficou sem saber o que fazer...e então quando me virei dei de cara com ele e a seu lado Jonas com um sorriso safado no rosto. Foi então que peguei uma almofada cobri minha bucetinha e toda safada e com uma voz toda melosa disse:
-Renan...ué...vc trouxe o Jonas aqui pra casa e nem me ligou...seu maluco...e pega eu assim... completamente peladinha..
Renan continuou estático só me olhando e Jonas todo safado disse:
-bem...Gaby...desculpa...mas seu marido me convidou pra entrar...fui entrando! Ainda bem que era vc nua...se fosse o Renan eu reclamava e saia rapidinho! Hehe!
-Jonas vc é muito safado! E vc não vai falar nada Renan...que mico que passei...fazendo papel de putinha bem na frente do teu amigo.
Jonas era bem atrevido e sem se importar com meu marido disse sorrindo:
-nossa...fiquei com inveja do meu amigo Gaby! Chegar em casa e encontrar uma esposa tão gostosa como vc implorando pra ser enrabada...é uma maravilha! Quem não adoraria ter uma esposa tão putinha assim! Renan é um homem de sorte! Hehe!
Meu marido então deu um sorriso dizendo:
-Gaby...achei que vc ainda estava acordada! Convidei o Renan pra dormir aqui essa noite...o carro dele a gente trouxe pra ca...a oficina que vai consertar é aqui perto! Desculpa minha querida!
Eu toda safada mantinha a almofada tampando minha bucetinha...mas minha bunda e meus seios estavam toda a mostra e Jonas olhava todo safado para meu corpo e então sorri dizendo:
-bem...fazer o que... já foi mesmo! Deixa então me levantar e ir vestir um roupão...apesar de que agora nem vai adiantar muito...acho que Jonas deve ter visto até minha alma. Hihi!
Rimos os três e então Renan disse:
-bem querida...Eu e Jonas estamos suados e bem sujos...precisamos de um bom banho!
Já que meu maridinho parecia não se importar que sua esposa estivesse praticamente nua na frente do amigo também decidi que não ficar com frescura e então me levantei do sofá e só pra dar uma valorizada continuei com a almofada protegendo minha bucetinha e sai andando bem devagar dizendo:
-bem Renan...vamos pro nosso quarto...querido...Jonas vai para o quarto de hospede...sabonete tem lá...daqui a pouco leva toalhas limpas pra vc!
Empurrei Renan e ele foi andando na minha frente e eu sai rebolando toda safada atrás em direção ao nosso quarto. Deu pra sentir o olhar tarado do Jonas em meu rabo empinado totalmente nu.
Assim que entrei no quarto disse:
-que maridinho mais safado...trás o amigo pra casa...e mostra sua esposa peladinha é...seu tarado!
Renan deu um sorrisinho bem safado e disse:
-Gaby...achei que vc estivesse acordada...juro!
-Renan...deixa de ser mentiroso...tenho certeza que vc queria que Jonas me visse nuazinha...senão tinha mandado ele sair da sala! Vc nem se importou...seu tarado!
Ele sorriu...tirou a roupa...entrou no chuveiro e então toda safada disse:
-bem...tenho que levar toalha para o seu amigo...o que vc acha...vou só com a almofada...ou não precisa...querido? De que jeito o seu amigo Jonas...vai preferir...ver sua esposa putinha? Hihi!
Renan não conseguiu disfarçar o tesão. Seu pinto estava ficando duro debaixo do chuveiro e então estiquei a mão e dei uma alisada nele e toda sensual disse:
-Acho que sei o que meu maridinho tá querendo! Pode deixar que sua esposa putinha vai realizar seu desejo...seu tarado! Toma seu banho bem devagar...e depois vai me encontrar! Vc vai gostar muito!
Sai dali completamente nua com uma toalha de banho na mão e assim que entrei no quarto de hospedes encontrei Jonas terminando seu banho e quando olhei entre suas coxas tinha uma pica enorme e grossa apontando pra cima quase tocando seu umbigo e assim que ele me viu disse:
-Gaby...sem a almofada...vc fica muito mais gostosa...querida...vc tem uma buceta linda!
Sem frescuras e toda tesuda disse:
-cala a boca e vem me comer...seu tarado...quero sentir essa pica na minha buceta! Vem comer minha bucetinha apertada! Meu maridinho tá doido de vontade de ser corno! E vai ser com vc! Vem...
Ele saiu do banho e já foi me agarrando e me beijando todo tarado e logo senti aquele mastro duro e grosso deslizando entre minhas coxas. Ele me jogou na cama e caiu de boca na minha buceta me lambendo deliciosamente. Toda tesuda gemi sussurrando:
-isso...lambe...minha buceta...seu tarado...chupa meu grelinho com força...faz a putinha gozar gostoso!
Ele chupava minha buceta com maestria e apertava os bicos dos meus seios com força provocando uma dorzinha deliciosa e não demorou quase nada pra que eu desse um gritinho de prazer e me contorcesse inteira na boca daquele macho gostoso. Gozei sem pudor gemendo alto e em seguida senti o pau grosso enorme se encaixando na entrada da minha bucetinha apertada e em instantes aquele monstro quente começou a entrar dentro de mim. Dei um grito me sentindo rasgada ao meio...que pau grosso era aquele. Jonas foi enfiado tudo até o fim sem parar e quando estava inteirinho dentro de mim sussurrou todo tesudo nos meus ouvidos:
-que bucetinha apertada vc tem...putinha gostosa! Vou te comer inteira sua vadia...faz muito tempo que queria meter em vc...agora dá gostoso...sua puta...vou fazer vc viciar na minha rola grossa...rebola putinha vadia! Ahhh....
Toda tesuda gemendo tarada sussurrei:
-come...gostoso...seu filho da puta...come a esposa do teu amigo...desde o dia que a vagabunda que deu pra vc falou que vc tinha um pau grande...fiquei com vontade de dar pra vc...até hj só senti o pinto do Renan que é bem pequeno...mete tudo...quero gozar com esse pauzão...seu safado...me fode gostoso! Ahhh...
Jonas passou a me comer como um macho de verdade deve comer uma fêmea tesuda como eu me fazendo gemer alto de prazer e num relance percebi meu marido completamente nu de pé perto da cama assistindo seu amigo pauzudo comendo sua esposa e então sussurrei bem safada:
-ahh...meu maridinho veio assistir...sua esposa putinha gozar gostoso nesse pauzão grosso...ah que delicia...querido...acho que seu amigo vai ter que me comer sempre agora...to adorando essa pica grossa na minha bucetinha apertada...mete...Jonas...mostra pro seu amigo...com vc faz uma puta gozar gostoso...ahhh....vou...vou gozar....ahhh...me fode...seu tarado filho da puta...ahhhh!
Gozei como louca rebolando debaixo daquele macho pauzudo e ele logo me colocou de 4 na beira da cama e passou a me comer com força e não demorou pra que me desse uns tapas na bunda e toda putinha entrei no clima e tesuda gemi sussurrando:
-mete...assim...seu tarado...bate...bate na minha bunda...ahhh...que macho gostoso...fode...a putinha... quero gozar gostoso...ahhh....que delicia... de pica...como é grossa...arregaça minha buceta...ahh...vou gozar...vou gozar de novo...mete...tudo...assim...assim...bate...tarado... ahhh...to...to gozando! Ahhh...
Meu maridinho corno estava sentado do outro lado da cama com seu pintinho duro olhando todo tarado outro macho comendo sua esposa e eu estava adorando isso e cozei copiosamente me contorcendo inteira e toda tesuda disse:
-nossa...como gozei gostoso...estava precisando de uma pica como essa....grossa e grande...minha buceta adorou...sentir ela inteirinha dentro de mim...vou querer sempre...agora...vem Jonas...deita na cama...quero que goze na minha boca...quero sentir o gosto da tua porra...adoro engolir porra...quero que meu maridinho corno...assista outro macho gozando na minha boca...vem...seu safado!
Ele se recostou na cabeceira da cama e eu me ajoelhei entre suas coxas e comecei a mamar naquela pica grossa. Jonas se contorcia entre meus lábios e entre uma lambida e outra olhei pra meu maridinho e toda tesuda disse:
-por vc ter sido um maridinho bem bonzinho com sua esposa putinha...enquanto eu chupo esse pauzão vou deixar vc chupar minha bucetinha inchada...vem corninho lambe a buceta da sua putinha com o gosto do pauzão do teu amigo...vem...safadinho...chupa minha buceta!
Cai de boca no pauzão grosso de Jonas engolindo tudo até o fundo da minha garganta e quando senti a boca do meu maridinho corno na minha buceta gemi alto de prazer. Senti-me poderosa...naquele momento percebi que ia poder ter todos os homens que desejasse. Um tesão louco tomou todo meu corpo e senti que ia gozar e então toda tesuda sussurrei:
-goza...Jonas...goza...enche minha boca de porra...goza...seu safado tarado...enche a boquinha da puta de porra...com esse pauzão gostoso... goza...ahhh!
Jonas começou a ejacular como um cavalo na minha boca. Nem consegui engolir tudo de uma vez mas eu lambia toda aquela porra quente com prazer me contorcendo incontida gozando junto sentindo a boca sedenta de meu maridinho corno na minha buceta inchada e completamente ensopada.
Lambi toda a porra que saiu daquele monstro e escorreu pelo saco enorme de Jonas e meu maridinho todo submisso me lambia todinha. Ele tinha gozado um monte no lençol da cama e então Jonas se levantou e foi para o banheiro me deixando ali na cama com meu maridinho.
Dava pra sentir que Renan apesar de que ter adorado tudo o que tinha acontecido naquele instante estava um pouquinho constrangido mas logo o peguei pelo braço e disse toda carinhosa:
-vem...meu querido...vamos tomar banho...no nosso quarto...vem...tá tudo bem!
Entramos em nosso quarto e o abracei e toda sensual me esfreguei em seu corpo dizendo:
-adorei...o que fizemos...só vc pra me proporcionar tanto prazer...meu maridinho! Quero vc agora...come a sua putinha...me enraba...deixei meu cuzinho pra vc comer! Vem...meu maridinho safado!
Fiquei de 4 na beira da cama e foi incrível sentir em segundos o pintinho duro do meu maridinho corno entrar no meu cuzinho. Rebolei deliciosamente e em segundos gozei junto com ele.
Caímos na cama e nos beijamos loucamente...o gosto da porra de Jonas ainda estava em minha boca mas meu maridinho nem se importou e após todo aquele prazer tomamos um banho refrescante e fomos dormir satisfeitos e extenuados.
No outro dia acordei cedo só coloquei uma camiseta no meu corpo e fui fazer um café e quando estava terminando de arrumar a mesa Jonas e meu marido entraram na cozinha só de short e me deram um bom dia bem alegre e começamos a conversar bem tranquilos e logicamente cheios de sacanagens!
-fiz um café bem reforçado para os dois safados...depois de uma noite dessas! Hihi!
-é...vc sempre é perfeita minha querida...sabe como tratar os convidados! Rss.
-bem...eu nem sei como agradecer...meu amigo foi me socorrer na estrada e depois me convida pra dormir em sua casa! O melhor é que sua linda esposa super gostosa...resolveu ser mais carinhosa ainda comigo e foi tudo muito gostoso demais! Quando quiserem repetir a brincadeira...pode deixar que eu quebro o carro de novo! Hehe!
Servi o café e toda safada de vez em quando abraçava tanto Jonas como meu marido e como estava sem calcinha não demorou pra sentir as mãos na minha bucetinha que logo ficou úmida.
Assim que terminou o café levei os dois pra sala e nem deixei a coisa esfriar e logo estava cavalgando na rola enorme de Jonas. Meu maridinho sentou atrás de mim via aquela pica enorme entrando na minha bucetinha toda inchada e todo tesudo ficava se masturbando vendo o amigo comer sua esposa.
Novamente meu maridinho comeu meu cuzinho...numa DP deliciosa gozando gostoso junto comigo!
Só depois disso eles foram arrumar o carro quebrado do Jonas! RSS.
Durante uma semana todo dia eu era comida por Jonas e pelo meu maridinho e logo comecei a pensar em umas safadezas mais pesadas, mas isso só vou contar pra vcs da próxima vez!
Bjssss....seus tarados safados!!!
Quem quiser comentar elogiando ou criticando...pode ficar a vontade...vou amar!
Quando puder responderei a todos com prazer!
Queria agradecer a 3 amigas que por serem também bem safadas me animaram a escrever mais! Samara, Isa e Angélica!
nubia.ninfa@hotmail.com
Comentários
1 Comentários

1 comentários:

  1. Vc dve ser bem gostosa mexmu , q tal vir sentar na minha pila grandona toda dura

    ResponderExcluir

Tecnologia do Blogger.